Alambari recebe contação de histórias “Luz e escuridão: mitos de criação” do programa viagem literária

Nesta quarta-feira, 15 de maio, Alambari recebe o Programa Viagem Literária, ação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado, realizada pela Organização Social SP Leituras por meio do SisEB (Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo) em parceria com a Prefeitura de Alambari. O evento será na Biblioteca Kelly Cristina Ramos, contação de histórias nos horários 09h00 e 14h00, a entrada é franca.  A biblioteca municipal está localizada à rua Professor José Vladimir Noronha de Oliveira, 139, centro, Alambari, informações através do telefone (15) 3274-1186.

Viagem Literária 2019 traz contação de histórias com a Cia. Pé do Ouvido A Cia. Pé do Ouvido apresenta no mês de maio a contação de histórias “Luz e escuridão: mitos de criação”.

As apresentações acontecem em bibliotecas municipais, dentro do programa Viagem Literária, promovido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

Nesta apresentação, as contadoras de história Débora Sperl e Lilia Nemes reuniram 04 histórias antigas, de tradição oral, que explicam de maneira mitológica o surgimento da luz, da escuridão, das estrelas e da alternância entre dia e noite: “As serpentes que roubaram a noite”, “Magia na Floresta Amazônica”, “Vovó Aranha” e “Como nasceram as estrelas”. Estes mitos também têm em comum sua origem indígena: são contos de diferentes povos que habitam o continente americano.

É do povo Munduruku, que vive no Pará, o mito “As serpentes que roubaram a noite”. Na história, um jovem guerreiro faz uma perigosa negociação com as serpentes para conseguir resgatar a noite. Também é oriunda de povos indígenas que vivem no Brasil a história “Magia na Floresta Amazônica”, em que uma serpente faz seus olhos dançarem na noite escura; o feito mágico desperta a inveja da onça, que acaba entrando numa cilada. É também da mitologia dos povos indígenas que vivem no Brasil a história “Como nasceram as estrelas”, em que os crianças, como medo da braveza de suas mães, sobem ao céu por meio de cipós e acabam ficando por lá. Em “Vovó Aranha”, conto do povo Cherokee, da América do Norte, os animais fazem uma longa viagem até o outro lado mundo em busca da luz.

A Cia. Pé do Ouvido foi criada em 2013, na cidade de São Paulo, pelas contadoras de história e atrizes Débora Sperl e Lilia Nemes. A Cia. compartilha contos da tradição oral de diversos povos, estimulando sua recriação constante no imaginário de cada um. A dupla busca despertar a capacidade que as narrativas orais têm de cultivar a sensibilidade humana, por meio da presença, da escuta e do encontro. O trabalho combina narração, interação com o público e brincadeiras, podendo explorar a fisicalidade, a música, a comicidade e a manipulação de bonecos e objetos. Esta é a segunda participação da Cia. no Viagem Literária. Em 2018, a dupla apresentou “Contos de mistério” em Monte Aprazível, Bady Bassit, Catanduva, Tapabuã, Uchôa e São Paulo.

Serviço:

Viagem Literária em Alambari.

Contação de histórias “Luz e escuridão: mitos de criação”

– 15 de maio – às 09h00 e às 14h00.

Local: Biblioteca municipal Kelly Cristina Ramos, rua Professor José Vladimir Noronha de Oliveira, 139, centro, Alambari, telefone (15) 3274-1186.